A Garagem

Die FlascheAutor: Diego Gieroletti

Editora: Novo Romance

Edição/Ano: 1º Edição – 2015

Páginas: 132

Classificação: 3/5


Lucas é um garçom que tem um sonho humilde: comprar um Corcel 1978. Porém sua esposa não compartilha do sonho do marido. Ela está cansada de vê-lo comprando acessórios para um carro que nem ao menos possui e ter que pagar as contas sozinhas. Um dia, depois do trabalho, Lucas chega em casa e depara-se com sua esposa, na cama, com outro homem que, por acaso, trabalha no mesmo restaurante que ele.

Depois da traição, Lucas aluga uma casa e consegue, finalmente, comprar seu tão sonhado Corcel. Na garagem de sua nova casa, Lucas se aventura como mecânico e começa a fazer alguns reparos no seu carro. Até que Lucas ouve alguns sons estranhos, parecidos com gritos e a história que seu vizinho o contou antes da mudança começa a perturba-lo.

A garagem é um conto de Diego Gieroletti e lançamento da editora parceira Novo Romance. Algo interessante – principalmente para o bolso – é que a editora lançou este e vários outros contos em formato digital, no site da Amazon, a preços acessíveis (R$1,99!!!). Esta é uma iniciativa bem legal da editora que dá destaque e valoriza os escritores brasileiros, permitindo, assim, que leitores de todas as classes sociais os conheçam.

Algo que eu, pessoalmente falando, não gostei muito foi a demasiada explicação dos reparos mecânicos que Lucas fazia no carro. Como eu não me interesso muito por mecânica, ferramentas e afins, achei desnecessária tanta explicação. Mas, para quem gosta disso, vai gostar dessas partes.

Agora a parte boa! Além do preço, gostei da linguagem do livro, que é bem fácil, sem digressões desnecessárias. O autor começou já com um acontecimento que conquista o leitor – como o que o Lucas fará depois da traição, o que há de tão misterioso na garagem, etc. O ritmo da história também foi ditado, sem enrolações, o autor foi direto ao ponto, e o autor prende o leitor a maior parte do tempo, pois ele sempre mantém o suspense vivo.

A história se passa no sul do Brasil e o autor faz questão de descrever como são as casas e a rotina das pessoas de uma cidadezinha do Sul (achei bem interessante porque sou do estado de São Paulo, então achei bem legal isso).

Outra coisa que eu achei bem legal também foi que o autor foi nitidamente influenciado por Stephen King – e até o cita no conto – então, atenção fã do King, leiam este conto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: