oSomDoAmorTítulo original: Night Music

Autor: Jojo Moyes

Editora: Intrínseca

Edição: 1ª Edição – 2016

Páginas: 304

ISBN: 978-85-510-0066-3

Classificação: 4/5

 

Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola – uma construção enorme, singular e em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor sobretudo simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho e rabugento Sr. Pottisworth, o proprietário do antigo casarão que adora explorar a vizinha para ver até onde os McCarthy são capazes para ficar com a Casa. Entretanto, como o velho nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey.

DSCN1327

Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal de Londres, Isabel tinha uma vida tranquila e cheia de regalias e mimos com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço era se mudar para a Casa Espanhola – algo que Matt McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo.

Conseguiria a casa para os McCarthy. Provaria a todo mundo ali que o que importava não eram as origens, mas o que a pessoa conseguia alcançar. Recuperaria a casa e a reputação de sua família.

Diferentemente do que o título sugere, O som do amor não é um romance “água com açúcar” e é muito mais sobre reforma predial do que música – de verdade, por que esse título? Não entendi, o título original e essa escolha na tradução foram muito decepcionantes. Okay, fora isso, Moyes tenta algo bem diferente do seu estilo usual e escreve um romance sobre vícios cotidianos da conduta humana, como a manipulação e os segredos, deixando a paixão em segundo plano, uma escolha bem interessante e que deu super certo nesse livro.

DSCN1329

Ela construiu personagens muito bons, bem elaborados, representativos, carismáticos e, por vezes, polêmicos. Isabel Delancey, por exemplo, é uma mulher elegante, bonita, refinada, bem-humorada, mas mimada pelo marido, incapaz de tomar decisões importantes e que deixa bem claro durante todo o livro que preferiu o trabalho a maternidade e não se arrependeu. Durante o luto pela morte do marido, sua filha mais velha, Kitty, fica responsável por pagar as contas, cuidar da casa e do irmão mais novo, enquanto a mãe… bem, não fica claro o que mãe faz. Em O som do amor, mais do que nos outros livros de Jojo Moyes, os personagens principais são os mais polêmicos.

(…) uma casa não pode ser responsável por nada. São as pessoas quem criam o próprio destino.

Esse livro só não ganhou minha nota 5/5 por dois fatores: o título o e final. Não que eu tenha ficado insatisfeita com o modo como o enredo fechou, não foi isso, só acho que Moyes errou a mão no jeito em que ela fez isso; me passou a impressão de que ela estava cansada de escrever e resolveu fazer o último capítulo do livro em duas páginas, de qualquer jeito – não darei mais detalhes para não ter spoilers, mas deixe nos comentários o que você achou, se você já leu.

Até a próxima resenha 🙂

 

Aproveite e confira as resenhas de outros livros da autora :

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s